Gestão imobiliária: 5 dicas de captação de imóveis

Contato

Gestão imobiliária: 5 dicas de captação de imóveis

A captação de imóveis, sempre que bem executada, tem uma grande importância para empresas imobiliárias e também para os clientes desses negócios, já que hoje em dia a busca por boas moradias se tornou uma tarefa que requer mais atenção.

Mas, antes mesmo de fazer essa captação, profissionais responsáveis por essa prática devem ter em mente algumas questões principais para executarem seus trabalhos, como o feeling sobre o mercado e até mesmo a ideia do que está em alta tendência, para clientes.

Pode não parecer, mas saber escolher bem um imóvel para a carteira de opções da imobiliária, contando com itens básicos hoje em dia, como paisagismo de jardim e piscina, espaço para crianças e animais, pode ser a chave para o fechamento de bons negócios.

Em outros casos, é essencial saber o que não escolher, aquilo que não é visto pelo mercado e nem mesmo pelos consumidores de hoje como interessante.

Afinal, isso provavelmente impactará na saúde financeira e administrativa da empresa.

Portanto, no artigo a seguir vamos entender mais sobre como ocorre a captação de imóveis, mostrando de fato o que significa essa prática.

Além de saber mais sobre sua importância e os principais pontos de preocupação na hora de escolher bons imóveis para a carteira.

Captação de imóveis: o que é e como funciona

Captação de imóveis nada mais é do que a prática, feita por profissionais do ramo imobiliário, em conseguir novas residências e pontos comerciais para a carteira da empresa, que vai oferecer para pessoas que desejam comprar ou alugar. 

Os principais tipos são:

  • Pontos comerciais;
  • Salas corporativas;
  • Casas;
  • Apartamentos;
  • Kitnets;
  • Lofts;
  • Chácaras;
  • Fazendas;
  • Sítios.

Pode parecer uma questão fácil de se fazer, afinal, são muitas as possibilidades disponíveis no mercado, algo que podemos ver ao fazer uma simples caminhada por uma rua movimentada. No entanto, a complexidade da captação vai além disso.

Para escolher um bom imóvel, antes de qualquer outro passo, é preciso que a companhia de imóveis tenha consigo uma boa equipe, bem preparada e antenada nas principais escolhas dos clientes nos dias de hoje, algo que geralmente muda com frequência.

Por exemplo, é preciso que os profissionais tenham, dentre tantas outras expertises, o faro para saber se a locação de espaço comercial no centro de uma cidade vai satisfazer uma cliente que está na busca por um novo local para trabalhar com seu escritório.

Dentro dessa captação, também acontecem desafios diários, dispostos pela alta competitividade do mercado, mostrando que nem sempre uma empresa ou um profissional liberal vai conseguir aquele imóvel que é tão importante para o negócio e seus clientes.

Assim, podemos entender que a captação não se promove apenas como uma simples escolha aleatória de lugares disponíveis, e nem mesmo o aceite de qualquer tipo de casa ou apartamento que for sugerido à empresa, pelos canais de comunicação.

Portanto, é preciso ter a certeza de que o trabalho de procura e aquisição será feito de acordo com as preferências de diferentes partes, contando com todas as preocupações que fazem com que essa prática seja importantíssima para as empresas de imóveis.

Por que é uma questão importante para imobiliárias?

A escolha de um imóvel para estar na carteira de uma agência imobiliária nada mais é do que um trunfo que poderá ser utilizado em uma venda. 

Uma pessoa que chega procurando um imóvel poderá ter, rapidamente, uma opção interessante para seu estilo de vida.

O mais interessante de todo o mercado é que são muitas pessoas buscando por compras ou aluguéis, e para tantas demandas, de personalidades e dia a dias diferentes, devem sempre existir lugares ideais para moradia ou trabalho.

Mas, essa escolha deve ser sempre bem pensada pela empresa, visto que qualquer captação errônea poderá resultar em um prejuízo para a companhia, algo que financeiramente e produtivamente acaba não sendo uma boa opção.

Por exemplo, digamos que um imóvel escolhido por um corretor, sem nenhum tipo de demanda prévia, acabe ficando quase dois anos sem nenhum interesse de visita, um número que é ainda menor em questão de solicitações de contrato.

O tempo gasto pelo dono da imobiliária e a não concretização de um contrato gera não apenas prejuízos para os locatários ou pessoas que desejam vender esses imóveis, mas também para a administradora, que acaba não tendo um lucro de forma rápida.

Esse controle de bens patrimoniais deve ser sempre uma atenção recorrente das empresas de imóveis.

Visto que além da reputação estar sempre em jogo no mercado imobiliário, a empresa precisa se cercar de boas opções para conceder aos clientes.

Se grande parte das casas e apartamentos de uma carteira de imóveis for composta por más opções, certamente as vendas não acontecem em tempo hábil, por exemplo, para o pagamento dos salários de colaboradores, e em seguida, para o sustento do negócio.

Também é interessante deixar como importância para donos de imobiliárias as oportunidades que surgem para uma empresa após o fechamento de um contrato de venda ou aluguel de um espaço físico, por exemplo, para uma empresa de demolição de casas.

Quanto mais negócios são fechados e mais satisfeitos estão os clientes, certamente estes vão falar da imobiliária para outras, formando um ciclo de indicações que, dentro desse ramo, é essencial, e muitas vezes único e exclusivo para que continuem crescendo.

O foco, então, não é acertar sempre na escolha de um imóvel para um cliente, mas sim saber escolher aqueles lugares que podem ser estratégicos, ainda que não suportam todos os desejos vistos em uma residência boa, como interior ou ano de construção.

Dicas para concretizar uma boa opção

Veja a seguir tudo o que um bom corretor e bons gestores em imobiliárias devem saber para fazer com que as captações de imóveis gerem melhores opções de compra e venda, e sejam ofertas interessantes a serem feitas para clientes:

1. Saiba o que está em alta no mercado

Estar antenado, por dentro das principais tendências do mercado e também aquelas relacionadas ao comportamento humano é essencial para um processo de captação de imóveis, já que cada detalhe pode ser decisivo dentro da escolha do cliente.

Saiba, por exemplo, se o bem-estar tem sido uma opção para as pessoas nos últimos tempos, visto que isso vai tornar como tendência lugares mais afastados. 

Veja também se hoje em dia um local de home office em casa é essencial para uma compra.

Tudo o que estiver relacionado a uma escolha, desde a localização de um chaveiro residencial  nas proximidades, será útil nesse momento.

2. Conheça bem as regiões 

Se você atua dentro de um estado, procure saber todas as localizações daquele lugar, desde lugares mais afastados até aqueles próximos a grandes centros comerciais. 

Saber onde ficam todas as opções de imóveis facilita muito na sua procura.

3.Conheça os perfis

São muitas pessoas procurando por imóveis e tentando ofertar os seus, todos os dias. 

Tentar juntar essas pessoas, se possível em nichos, e entender melhor suas necessidades e formatos de contratos é essencial para que você feche uma parceria.

Entenda seus gostos, desejos, prioridades com uma casa, como limpeza fachada, dentre outras questões que podem facilitar o contrato mais rápido possível.

4. Faça pesquisas e buscas profundas

Não deixe de procurar onde puder. Todos os lugares possíveis serão poucos, por isso, o máximo que puder para encontrar imóveis e pessoas interessadas neles vai fazer com que seu trabalho fique ainda mais fácil de ser executado, ainda que por um computador novo.

Outro quesito importante é saber sobre residências que são mais conhecidas no mercado, como aquelas mais caras ou as que foram usadas por personalidades.

Qualquer tipo de detalhe como esse pode aumentar as chances de venda por um preço bom.

5. Foque no relacionamento e no contato

O profissional responsável pela captação sempre será aquele que deve ser bem quisto, vem relacionado e conectado com as pessoas e fontes certas. 

Por isso, invista no máximo de relacionamento que puder, colocando em evidência a potência de seu trabalho.

Se possível, personalize seus contatos ou até mesmo faça com que haja um carimbo empresa em cada página de papel que for oferecida para as partes envolvidas.

Considerações finais

A captação de imóveis é uma forma potente de fazer com que imobiliárias tenham mais cartas na manga na hora de uma venda ou de um aluguel. Mas, para além disso, essa é uma forma de ter maior controle sobre como a empresa pode se apresentar.

Entretanto, para que isso ocorra, é necessário que os profissionais envolvidos tenham o máximo de empenho e jogo de cintura, procurando se adequar a alguns pontos essenciais dentro da busca por um espaço para ofertar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe esse Artigo

Rosalvo Barreto

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *