Case Imobiliária Veleiros

Contato

Imobiliária Veleiros

Cidade – Paranaguá - PR

1ª Visita de diagnóstico: julho de 2014.
Inicio de contrato: 1º de outubro de 2014.
Término: setembro de 2015.
2ª Visita de diagnóstico:
Inicio de contrato: 1º julho de 2017. (atual)

DIAGNÓSTICO - Primeira Consultoria (2014 a 2015)

Locação:
Com uma carteira de Locação caindo, os dados informavam 144 imóveis vagos/desocupados,e uma carteira de locação em queda.
Em outubro de 2014 com as informações atualizadas, de que a imobiliária tinha 84 imóveis e não 170 imóveis desocupados, implantamos o processo de captação com o objetivo de aumentar a oferta e posicionar a veleiros na cidade, como uma imagem de uma imobiliária de ataque.

Clima Organizacional:
Clima nada favorável a mudanças, e uma tentativa de greve por parte de todos os
funcionários. Havia um clima organizacional difícil, com resistência a modernização. Inclusive com a gerência também que resistia a novos processos e controles na imobiliária.

DIAGNÓSTICO - Segunda  Consultoria (2017):

Após 1 ano e meio do fim do contrato da primeiro consultoria, reiniciamos nova consultoria, encontramos a Veleiros Imóveis com um crescimento de 4,7 % em números de imóveis, e 10,65% valores de imóveis. Muito inferior aos 20% de crescimento em número de imóveis, e 57% em valores de imóveis, de crescimento do ano de consultoria.



SOLUÇÃO - Primeira Consultoria (2014 a 2015)

Locação: Em julho de 2015, após nove meses de consultoria já tínhamos crescido 20% na carteira de imóveis em número de imóveis, ou seja, revertemos a queda para um crescimento e crescemos 45% em valores da carteira isto nos mostrou na época a força que tínhamos na marca veleiros em Paranaguá.

Administração da Locação: Após nove meses de consultoria, em julho de 2015 percebemos e precisávamos entrar nas questões administrativas da imobiliária, alguns pontos exigiam ajustes:
1- Descontrole no acerto final;
2- Altos percentuais de atrasos e inadimplências;
Administração da Locação/ Resultado
Reunimos e implantamos participações de ganho na cobrança, acerto final e reestruturando assim os controles através do comando da Renata que prontamente incorporou o processo auxiliando na implantação com a supervisão do Araújo pai e Júnior.

SOLUÇÃO - Segunda  Consultoria (2017 - em andamento):

DESAFIO DA LOCAÇÃO: Sair da queda e voltar a crescer.
Queda de 26 imóveis diminuindo locação da desocupação ou seja: desocupamos 162 imóveis. Foram locados apenas 136 imóveis.

RESULTADO - Primeira Consultoria (2014-2015)
*Crescimento de +57% na carteira em valores;
* Crescimento de +20% na carteira de imóveis

Alguns índices negativos que atuam diretamente nas margens de lucratividade,
foram reduzidos, deixando a imobiliária mais saudável.
Atrasos nos pagamentos saímos de 5,4% para 3,7% reduzindo assim 54% em alugueis atrasados.
* Inadimplência acima de 30 dias de 4,8% conseguimos reduzir para 3,9%, ou seja, diminuímos 19%.
* Inadimplência de 60 dias reduzimos de 3,3% para 2,7%, ou seja 19% .

Após um ano e meio, sem consultoria, a desocupação se tornou maior em valores que a ocupação.

RESULTADO - Segunda Consultoria (2017 - em andamento)

Locação: *Voltamos a crescer aumentamos a locação em 18,75% em relação a 2016 saímos de 272 locações para 323 locações.
*Batemos recorde de crescimento de carteira mês a mês no primeiro trimestre de 2018
ou seja nunca desde de 2014 crescemos 40 imóveis no comparativo entre locação em desocupação.
*Neste trimestre, desocupamos 32 imóveis e locamos 96 ou seja voltamos a crescer o trabalho de locação foi muito pautado na união da diretoria Junior com as atendentes e mostrou-se positivo a decisão de colocação da coordenadora de locação.
*Carteira crescemos +25,31 % em menos de um ano em número de imóveis saímos de 490 para 614 imóveis.
*Sucesso na implantação da taxa de administração.

Vendas:
*Após 06 meses de consultoria, já é possível perceber crescimento significativo nas vendas. +21%.